E por falar em escalabilidade…

E por falar em escalabilidade…

Um dos maiores desafios da tecnologia Blockchain está em como montar uma rede rápida e segura. E para agradar a comunidade, ainda adiciona-se o terceiro item: a tal da descentralização, onde todos poderiam ser validadores independente do país, configurações da máquina, tipo sanguíneo ou nível social. Bastaria plugar na rede, começar a validar transações e pronto.

Seria lindo, não é mesmo?

Mas para conseguir os três itens juntos: segurança, escalabilidade e descentralização temos que comprometer pelo menos um deles. Os três juntos não conseguem ser perfeitos, um deles acaba sendo o elo mais fraco.
 

Em Blockchain temos um termo bonito para isso. Chamamos de Scalability Trilemma.. e como meu português anda meio fraquinho.. vou traduzir ele pra vocês como o Trilema da Escalabilidade. Mas, ninguém fala assim nos artigos técnicos lá fora, tá? Se acostumem com mais umas buzzwords bonitas aí no vocabulário de vocês. Quem inventou o nome foi o Vitalik Buterin em 2017, mas o conceito já existia antes dele popularizar o nome.

Scalability Trilemma pode ser enxergado como 3 vértices de um triângulo. Numa ponta você teria a segurança, na outra a escalabilidade e por fim a descentralização. E um trade-off: você sempre conseguirá ter dois desses itens muito bem feitos na arquitetura de uma Blockchain, mas compromete o terceiro deles. Uma vez tendo segurança e descentralização você comprometeria a escalabilidade. Outra hora você teria escalabilidade e segurança, mas aí você tem um controle centralizado (tipo o Google, a Visa e a Mastercard por exemplo) Ou então, se tem uma Blockchain bastante escalável e descentralizada porém suscetível a ataques e portando, nada segura.

A primeira geração de blockchain veio com o Bitcoin, que conseguiu atingir todas as partes do planeta. Todo mundo foi capaz um dia de minerar alguns blocos e ser recompensado na prova de trabalho, ganhando assim um bom crescimento. First-movers advantage, pra dizer mais uma buzzword bonita aí pra vocês. O Bitcoin foi muito feliz em conseguir atingir um ótimo grau de descentralização.


Mas, como a gente “mede” a descentralização?? O que faz uma rede segura? E como a gente escala as nossas redes Blockchain?

Isso é assunto para meus próximos artigos .. até lá, convido a todos vocês a me conhecerem pelo YouTube. Estou com um canal bem bacana explicando coisas mais técnicas para vocês. Coisas que aprendi no Mestrado em Digital Currencies e também nas diversas conferências, hackathons e webinars que participei pelo mundo no último ano. O melhor agradecimento seria ter você inscrito lá no meu canal. O YouTube só me deixa criar um canal com minha marca “It’s Encrypted” depois dos primeiros 1,000 inscritos. Então, me dá uma forcinha e corre lá pra se inscrever nesse link:

https://www.youtube.com/channel/UCwQ2yLysov8l6uaz_cASC-g

Um grande beijo e até a próxima!
 

Juliana Passos

http://itsencrypted.com

Telegram: t.me/Blockchainjuju

E-mail: juliana@itsencrypted.com


 

============================

 


 

Juliana Passos

04.05.2019

escalabilidade, seguranca, seguranca, bitcoin, blockchain, trilema da escalabilidade, trilema

Bitcoin